• ricardo franzin

Diário da Amazônia

Agenda da Hora’-Os premiados, do polêmico ‘XIII Sart 2018’

“Agora eu sei porquê, o Sarte é tão polêmico e, o resultado, sempre há controvérsias”


Por João Zoghbi/Diário da Amazônia


O Governo do Estado de Rondônia, através da Funcer/Casa da Cultura Ivan Marrocos, Porto Velho (RO), na realização do 13º Salão de Arte de Rondônia (Sart), na conclusão dos trabalhos da curadoria, de 22 a 24 de Março, e dia 02 de Abril de 2018, com a reinauguração da Casa da Cultura Ivan Marrocos e abertura do Salão, foi dado o resultado da classificação dos sete (7) artistas visuais premiados com suas respectivas obras ‘Contempladas’, recebendo prêmio aquisição de igual valor, de R$7.000,00.


Conforme determina o regulamento do XIII Sart 2018, tendo o resultado final lavrado em relatório em ata, pelos jurados:


Arquiteta Clotilde Perufio, Dr. Viriato Moura e o Curador Lourenço de Bem, de Brasília (DF). Relacionados, os sete primeiros lugares e premiação de igual valor, os artistas visuais: Bruno Alves de Souza a obra (New Softwere); Ana Cláudia Oliveira Gaion a obra (Transcendendo); Paulo Pires de Oliveira a obra (Pensamento de Pedra); Anderson Benvindo de Oliveira Lins Pereira, Anderson Silva da Silva e Rinaldo Santos a obra (Instalação Sonora); Ederton Ramos de Campo, Elielza Bailarina Ramos Freire, Andrelina Ramos de Campo a obra (Mandalas); Vanessa Maroni Mastrocolla Rossi a obra (Raízes e Troncos); Ricardo Augusto Franzin a obra (Micro Concretos) e mais, receberam ‘Menção Honrosa’ os artista visuais: Patricia Rodrigues e Francisco Chagas a obra (Pajelança na Pérola do Mamoré); José  Messias Nunes a obra (Incêndio); Adelina Jacob a obra (Sol e Lua nas Castanheiras do Brasil); Luciano Pinheiro a obra (O Velho do Porto); Marllon Douglas Barbosa Melo (Consciência Ambiental); Vitória Gonçalves Mourão a obra (Companhia); Raquel Neri, Saha, Tales, Irene, Ariele e Alez Lopes a obra (Meninos da Vila a Criança e o Lixão) Roberto Ronald Gomes a obra (Devolva-se); Carmem Sylvia San Thiago a obra (Toque na Saudade); Silvia Maria Feliciano a obra (Árvore deitada); Michael de Oliveira a obra (Depressão); Fátima Montanari a obra (Caboclo) André Venzon a obra (Para ver que não vemos nada) e Evenilson Pinheiro Pereira a obra (O Ser Constituído).


“Agora eu sei porquê, o Sarte é tão polêmico e, o resultado, sempre há controvérsias. Enfim, aconteceu o Salão de Artes de Rondônia, os artistas agradecem e naturalmente aguardam, o XIV Sart 2019”, disse a diretora, Margot.






http://www.diariodaamazonia.com.br/agenda-da-hora-os-premiados-do-polemico-xiii-sart-2018/

ricardo franzin

visual artist

ricardofranzin@me.com

credencials

  •  national exposure

  •  experienced artist

  •  art fair participant

  •  prizewinner

follow

  • Email
  • YouTube ícone social
  • Behance
  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social
  • Pinterest

free worldwide shipping

  • Singulart